sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Osho Zen Tarot - 18. Arcano Maior ― Vidas Passadas


A criança poderá tornar-se consciente somente se, na sua vida anterior, houver meditado o suficiente, se houver criado suficiente energia meditativa para lutar contra a escuridão que a morte traz. 
O indivíduo encontra-se simplesmente perdido em um esquecimento e, então, de repente, encontra um novo útero e esquece completamente do corpo antigo. 
Há uma descontinuidade. 
Essa escuridão, essa inconsciência gera a descontinuidade. 
O Oriente tem trabalhado arduamente para penetrar essas barreiras. 
E o trabalho de dez mil anos não foi em vão. 
Todos podem adentrar sua vida anterior, e até muitas vidas passadas. 
Para que isso seja possível, porém, é necessário que você se aprofunde na sua meditação, e por duas razões: a menos que você se aprofunde, você não será capaz de encontrar a passagem para uma outra vida; em segundo lugar, é preciso que você tenha ido muito fundo na meditação porque, caso você encontre a passagem para uma outra vida, uma profusão de acontecimentos invadirá a sua mente. 
Já é bastante difícil carregar apenas uma vida...
Osho Hyakujo: The Everest of Zen, Cap. 7

Comentário:
As mãos da existência assumem a forma dos órgãos genitais femininos, a abertura da mãe cósmica. 
Em seu interior se revelam muitas imagens, rostos de outros tempos.
Conquanto possa ser divertido fantasiar a respeito de vidas passadas famosas, isso não passa de uma distração. 
O importante é enxergar e entender os padrões kármicos das nossas vidas e as suas raízes, em um ciclo repetitivo sem fim que nos aprisiona em um comportamento inconsciente.
Os dois lagartos com as cores do arco-íris, um de cada lado, representam o saber e o não-saber. 
São os guardiães do inconsciente, certificando-se de que estejamos preparados para uma visão que, de outra forma, poderia ser dilacerante.
Um vislumbre da eternidade da nossa existência constitui uma dádiva, e o entendimento da função do karma em nossa vida não é algo que possa ser conseguido quando se quer. 
Este é um chamado para que você desperte: os acontecimentos em sua vida estão tentando fazê-lo enxergar um padrão tão antigo quanto à jornada da sua própria alma.



Lucia



Este artigo em pdf encontrado na net faz referências ao site osho.com, de onde todos os textos foram extraídos na íntegra.
Imagens - askthecards.info

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Osho Zen Tarot - 17. Arcano Maior ― Silêncio


A energia do todo se apossou de você. 
Você está possuído, você nem mesmo existe mais: o que existe é o todo.
Neste momento, à medida que o silêncio o penetra, você vai sendo capaz de compreender a significância dele, porque é o mesmo silêncio vivenciado pelo Buda Gautama. 
É o mesmo silêncio de Chuang Tzu ou Bodhidharma, de Nansen... 
O sabor do silêncio é o mesmo.
Os tempos mudam, o mundo continua se transformando, mas a experiência do silêncio, a alegria que vem dele, permanece a mesma. 
Essa é a única coisa em que você pode confiar, a única coisa que nunca morre. 
Esta é a única coisa que você pode chamar de seu próprio ser.
Osho Zen: The Diamond Thunderbolt, Cap. 1

Comentário:
A receptividade silenciosa de uma noite estrelada de lua cheia, semelhante à de um espelho, reflete-se abaixo no lago coberto de névoa. 
O rosto que aparece no céu está em meditação profunda: uma deusa da noite que traz profundidade, paz e compreensão.
Este é um momento muito precioso. 
Será fácil para você repousar internamente, e sondar as origens do seu próprio silêncio interior até o ponto em que ele se confunde com o silêncio do universo.
Não há nada para fazer, lugar nenhum aonde ir, e a marca do seu silêncio interior permeia tudo o que você faz. 
Isso poderia deixar algumas pessoas sentirem-se desconfortáveis, acostumadas que estão com todo o barulho e atividade do mundo. 
Não importa. 
Procure encontrar as pessoas capazes de entrar em sintonia com o seu silêncio, ou então desfrute a sua solitude. 
Este é o momento de reencontrar-se consigo mesmo. 
A compreensão e os insights que lhe ocorrem nesses instantes manifestar-se-ão mais tarde, em uma fase de maior extroversão da sua vida.




Lucia



Este artigo em pdf encontrado na net faz referências ao site osho.com, de onde todos os textos foram extraídos na íntegra.
Imagens - askthecards.info

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Osho Zen Tarot - 16. Arcano Maior ― Relâmpago


O que a meditação faz lentamente, um forte brado do mestre, inesperado, na situação em que o discípulo está fazendo uma pergunta e o mestre pula e grita, ou lhe dá um golpe firme, ou o atira porta afora, ou salta sobre ele...
Tais métodos não eram conhecidos. 
Foi simplesmente a genialidade muito criativa de Ma Tzu, e ele levou muitas pessoas à iluminação.
Algumas vezes parece hilariante: ele jogou um homem pela janela de um prédio de dois andares, e o homem só havia ido perguntar-lhe sobre o que meditar. 
Ma Tzu não apenas o atirou como saltou em seguida, caiu por cima dele, sentou-se no seu peito e perguntou: “Entendeu”?
O pobre sujeito respondeu “Sim”, porque se dissesse “Não”, o mestre seria capaz de bater nele, ou de fazer qualquer outra coisa. 
Aquilo já era o bastante ― seu corpo estava arrebentado e Ma Tzu, sentado no seu peito,
perguntando: “Entendeu?” 
De fato ele entendeu, e justamente por aquilo ter sido tão repentino, inesperado; ele nunca poderia ter imaginado uma coisa daquelas. 
Osho Isan: No Footprints in the Blue Sky, Cap. 4

Comentário:
A carta mostra uma torre sendo queimada, destruída, explodida. 
Um homem e uma mulher se atiram dela, não por quererem isso, mas porque não há
escolha.
No fundo, aparece uma figura transparente, meditativa, representando a consciência que a tudo assiste. 
Talvez você esteja se sentindo muito abalado neste exato momento, como se a terra tremesse sob seus pés. 
O seu sentido de segurança está sendo desafiado, e a tendência natural é tentar segurar-se em tudo que estiver ao seu alcance. 
Esse terremoto interior, porém, é tanto necessário quanto tremendamente importante ― se você aceitar que ele aconteça, você emergirá dos escombros mais forte e mais disponível a novas experiências.
Depois do incêndio, a terra é repovoada; após a tempestade o ar apresenta-se limpo. 
Tente assistir à destruição com desprendimento, quase como se isso estivesse acontecendo com uma outra pessoa.
Diga “sim” ao processo ao encontrá-lo a meio caminho.




Lucia



Este artigo em pdf encontrado na net faz referências ao site osho.com, de onde todos os textos foram extraídos na íntegra.
Imagens - askthecards.info

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Osho Zen Tarot - 15. Arcano Maior ― Condicionamento


A menos que você abandone a sua personalidade, você não será capaz de encontrar a sua individualidade. 
A individualidade é dada pela existência; a personalidade é imposta pela sociedade. Personalidade é conveniência social.
A sociedade não pode tolerar a individualidade porque a individualidade não acompanhará o rebanho, como uma ovelha. 
A individualidade tem a natureza do leão: o leão move-se sozinho. 
As ovelhas estão sempre em rebanho, na esperança de que estar em grupo será aconchegante. 
Em meio à multidão, o indivíduo sente-se mais protegido, seguro. 
Se alguém atacar, na multidão há todas as possibilidades de você se salvar.
Mas, e estando só? ― apenas os leões andam sós. 
Cada um de vocês nasceu leão, mas a sociedade está sempre condicionando, programando a mente de vocês como ovelhas. 
Ela lhes imprime uma personalidade, uma personalidade agradável, simpática, muito conveniente, muito obediente. 
A sociedade quer escravos, não pessoas que sejam absolutamente dedicadas à liberdade.
A sociedade quer escravos porque os interesses estabelecidos querem obediência.
Osho One Seed Makes the Whole Earth Green, Cap. 4

Comentário:
Esta carta lembra uma antiga história Zen a respeito de um leão que foi criado por ovelhas, e pensava que era uma delas, até que um velho leão o capturou e o levou até um lago, onde lhe mostrou o seu próprio reflexo. 
Muitos de nós somos como esse leão ― a imagem que temos de nós mesmos não advém da nossa própria vivência direta, mas das opiniões dos outros. 
Uma “personalidade” imposta de fora substitui a individualidade que poderia ter se desenvolvido de dentro. 
Nós nos tornamos apenas mais uma ovelha no rebanho, incapazes de nos movermos livremente, e inconscientes da nossa verdadeira identidade.
É hora de dar uma olhadela no seu próprio reflexo no lago, e de tomar a iniciativa de libertar-se do que quer que lhe tenha sido imposto como condicionamento pelos outros, com o objetivo de fazer você acreditar em qualquer coisa a seu respeito. 
Dance, corra, mexa-se, fale uma língua inexistente ― tudo o que for necessário para acordar o leão adormecido dentro de você.



Lucia



Este artigo em pdf encontrado na net faz referências ao site osho.com, de onde todos os textos foram extraídos na íntegra.
Imagens - askthecards.info

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Osho Zen Tarot - 14. Arcano Maior ― Integração



O conflito está no homem. 
A menos que seja resolvido ali, não poderá ser resolvido em nenhum outro lugar. 
O desafio político está dentro de você; ele acontece entre as duas partes da mente.
Há uma ponte muito pequena. 
Se essa ligação for rompida por algum acidente, por algum defeito fisiológico ou por alguma outra razão, a pessoa fica dividida: ela se tornará duas pessoas ― e o fenômeno da esquizofrenia ou personalidade dividida, se manifestará.
Se a ponte for rompida ― e é uma ponte muito frágil ―, então você se transformará em dois, passará a agir como duas pessoas. 
Pela manhã, você é muito amável, uma pessoa encantadora; à tarde, está muito bravo, completamente diferente. 
Você não irá lembrar-se de como foi de manhã... e como poderia lembrar-se? 
Era uma outra mente que estava funcionando ― e a pessoa se transforma em duas pessoas. 
Se essa ponte for fortalecida o bastante para que as duas mentes deixem de ser duas e se tornem uma só, então acontecerá a integração, a cristalização. 
Aquilo que George Gurdjieff costumava chamar de cristalização do ser é apenas a ransformação dessas duas mentes em uma só, o encontro do masculino e do feminino dentro de nós, o encontro do yin e do yang, o encontro do esquerdo com o direito, o encontro da lógica com o ilógico, o encontro de Platão com Aristóteles.
Osho Ancient Music in the Pines, Cap. 1

Comentário:
A imagem da integração é a união mística, a fusão dos opostos. 
Este é um momento de comunicação entre dualidades da vida, anteriormente vivenciadas. Ao invés da noite opondo-se ao dia, a escuridão suprimindo a luz, as polaridades estarão trabalhando juntas para criar um todo unificado, transformando-se ininterruptamente uma na outra, cada qual contendo a semente do seu oposto no seu âmago mais profundo.
A águia e o cisne são ambos seres alados e majestosos. 
A águia é a encarnação do poder e da solitude. 
O cisne é a corporificação do espaço e da pureza, flutuando e mergulhando com suavidade no elemento das emoções, totalmente satisfeito e realizado em sua perfeição e beleza.
Nós somos a união da águia com o cisne: macho e fêmea, fogo e água, vida e morte. 
A carta da integração é o símbolo da autocriação, da vida nova e da união mística, conhecida também como alquimia.




Lucia



Este artigo em pdf encontrado na net faz referências ao site osho.com, de onde todos os textos foram extraídos na íntegra.
Imagens - askthecards.info
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos